sexta-feira, 23 de abril de 2010

Cadeiras







Cadeiras


Novamente cadeiras ....

Cadeiras




Novas Imagens legais de cadeiras Coloridas, gosto muito.

Cadeiras


Cadeiras Coloridas valorizam o Ambiente deixando-o Seu Espaço Alegre

Cadeiras

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Latas


Adoro latas, aquelas de leite em pó, nescau, molho de tomate e etc..., servem para uma infinidade de enfeites, para deixá-las nas paredes com flores, porta trecos,nos armários para enfeite, depende de sua criatividade, vamos lá...

Latas

Latas de molho de tomate

Latas

Latinhas forradas com crochê

Latas


Latas


Latas


Latas


Latas


Latas


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


LATAS


chitas


sábado, 17 de abril de 2010

Fuxicos e Chitas


Fuxicos e Chitas


Fuxicos e Chitas


Cauê



O cachorrinho deficiente



Um menino pergunta o preço dos filhotes à venda.

"Entre 30 e 50 dólares", respondeu o dono da loja.

O menino puxou uns trocados do bolso e disse: "Eu só tenho 2,37 dólares, mas eu posso ver os filhotes?"

O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pêlo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível. Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou: "O que é que há com ele?"

O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar.

O menino se animou e disse: "Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!"

O dono da loja respondeu: "Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu lhe dou de presente."

O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com o seu dedo apontado, disse: "Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 2,37 dólares agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total."

O dono da loja contestou: "Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos."

Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calça para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar. Olhou bem para o dono da loja e respondeu: "Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso."

"Muitas vezes desprezamos as pessoas com as quais convivemos diariamente, simplesmente por causa dos seus "defeitos", quando na verdade, somos tão iguais ou pior do que elas e sabemos que essas pessoas precisam apenas de alguém que as compreendam e as amem não pelo que elas podem fazer, mas pelo que são.


Autoria Desconhecida

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Bolinhas


Minha garrafa café vermelha pra variar...

Bolinhas


Ja´deu pra notar que gosto de vermelho né e de bolinha, adoro...

Filme Chico Xavier


Exemplo de amor , humildade, benevolência e total despreendimento de bens materiais, sua vida foi totalmente dedicada ao próximo, todos seus livros por volta de 400 publicados foram doados (bens autorais) a entidades carentes , vale a pena assistir, independente de religião ou algum tipo de crença.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Os Pais Envelhecem


Talvez a mais rica, forte e profunda experiência da caminhada humana seja ter um filho. Ser pai ou mãe é provar os limites que constituem o sal e o mel do ato de amar alguém.

Quando nascem ,os filhos comovem por sua fragilidade, seus imensos olhos, sua inocência e graça.Eles chegam à nossa vida com promessa de amor incondicional. Dependem de nosso amor, dos cuidados que temos. E retribuem com gestos que enternecem.

Mas os anos passam e os filhos crescem. Escolhem seus próprios caminhos, parceiros e profissões. Trilham novos rumos, afastam-se da matriz.

O tempo se encarrega da formação de novas famílias.Os netos nascem. Envelhecemos.

E então algo começa a mudar.

Os filhos já não têm pelos pais aquela atitude de antes.Parece que agora só os ouvem para fazer críticas, reclamar, apontar falhas. Já não brilha mais nos olhos deles aquela admiração da infância. E isso é uma dor imensa para os pais.

Por mais que disfarcem, todo pai e mãe percebem as mínimas faíscas nos olhos de um filho. Apenas passaram-se alguns anos e parece que foram esquecidos os cuidados e a sabedoria que antes eram referência para tudo na vida.

Aos poucos, a atitude dos filhos se torna cada vez mais impertinente. Praticamente não ouvem mais os conselhos. A cada dia demonstram mais impaciência. Acham que os pais têm opiniões superadas, antigas.

Pior é quando implicam com as manias, os hábitos antigos, as velhas músicas. E tentam fazer os velhos pais adaptarem-se aos novos tempos, aos novos costumes.

Quanto mais envelhecem os pais, mais os filhos assumem o controle. Quando eles estão bem idosos,já não decidem o que querem fazer ou o que desejam comer e beber. Raramente são ouvidos, quando tentam fazer algo diferente. Passeios, comida, roupas, médicos, tudo passa a ser decidido pelos filhos.

E, no entanto, os pais estão apenas idosos. Mas continuam em plena posse da mente. Por que, então, desrespeitá-los? Por que tratá-los como se fossem inúteis ou crianças sem discernimento?

E, no entanto, no fundo daqueles olhos cercados de rugas, há tanto amor. Naquelas mãos trêmulas há sempre um gesto que abençõa, acaricia. A cada dia que nasce, lembre-se, está mais perto o dia da separação.Um dia , o velho pai já não estará aqui. O cheiro familiar da mãe estará ausente. As roupas favoritas para sempre dobradas sobre a cama, os chinelos em um canto qualquer da casa.

Então valorize o tempo de agora com os pais idosos. Paciência com eles quando se recusam a tomar remédios, quando falam interminavelmente sobre doenças, quando se queixam de tudo.

Abrace-os, enxugue as lágrimas deles, ouça as histórias, mesmo que sejam repetidas, e dê-lhes atenção, afeto....

Acredite: dentro daquele velho coração brotarão todas as flores da esperança e da alegria.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Para deixar sua casa com a sua cara

Dicas Revista Casa e Jardim,é bacana dá pra fazer, já faço algumas delas...

1-Pense nos seus hábitos, em seus hobbies e em tudo o que causa bem-estar em você antes de decorar sua casa.Dê espaço ao que realmente tem valor em sua vida.Esqueça as soluções prontas importadas: antes de adotar uma cozinha americana, perceba se ela segue o seu estilo de vida.
2-Resgate as memórias de família sem transformar sua casa em um museu, claro. A casa precisa contar sua história com objetos de viagem, fotos e livros. Exponha as boas crônicas da sua vida.
3-Se você mora em um espaço pequeno, invista em um ambiente com menos móveis. Muita informação visual sobrecarrega o cérebro humano e não o deixa descansar. A sensação de amplitude é necessária ao relaxamento, segundo as pesquisas.
4-Natureza é essencial ao bem-estar. Plantas, fontes,pedras e madeiras, nos remetem a origens. Inconscientemente sentimos estabilidade. A explicação é antropológica : a floresta representa um lugar confiável a espécie humana.
5 -Aromas, sons,texturas e simplicidade são bem- vindos pois se tornam atraentes aos nossos sentidos. Além disso, estimulam a permanência e fazem os visitantes se sentirem bem.
Casa sem esses elementos corre o risco de ser um lugar estático, sem vida.
6-Não siga a moda das vitrines de loja. Quanto mais consciente você estiver de quem é, mais o seu espaço terá personalidade. A casa serve para nos lembrarmos de quem somos, diz o filósofo Alain de Botton, em seu livro "A arquitetura da felicidade".
7- Renove sua moradia sempre,para mantê-la viva e adequada a sua rotina. Pesquisas das Universidades de Bergen(na Noruega) e de Gutemburgo(na Suécia) apontam a capacidade de fazer mudanças estruturais em um imóvel é essencial para se sentir realmente dono da casa. Isso ajuda a criar um elo emocional com o espaço.
8- Sua casa precisa ser bem diferente do local de trabalho, senão possibilita pouco descanso. Lâmpadas precisam seguir tanto um desing diferente quanto ter faixas de luz amareladas que relaxam a mente.Até mesmo o home office deve ter essa autencidade.
9- Deixe a luz natural entrar. Se onde você mora é impossivel seguir essa dica, pelo menos tenha lâmpadas que sejam (ou simulem) a luminosidade do dia. A luz interfere diretamente no bom humor dos habitantes.
10- Reaproveite o que puder na decoração. Exercite a criatividade e repagine a casa gastando pouco. Garimpe em brechós e perca tempo renovando e descobrindo novos.(Ah.. faço bastante...)

Cuiabá., quinta-feira 08/04/10

natureza


natureza


crochê


crochê


crochê


quarta-feira, 7 de abril de 2010